9 de nov de 2010

Claudia Leitte sonha em gravar com Tina Turner


O Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, virou uma verdadeira micareta na manhã desta segunda-feira (8).
A responsável pelo clima de Carnaval no local foi Claudia Leitte.


Acompanhada do filho, Davi, e do marido, Márcio Pedreira, a cantora viajou para Las Vegas, nos Estados Unidos, onde nesta quinta-feira (11) estará na cerimônia de entrega do Grammy Latino.

Com seu mais recente álbum, As Máscaras, ela concorre ao troféu na categoria pop e também será a apresentadora de um dos prêmios.

Enquanto se preparava para a viagem, Claudinha falou com exclusividade ao R7 sobre sua expectativa em relação à premiação, planos e novos projetos que vem por aí.

R7- Esta foi a sua primeira indicação ao Grammy Latino, um dos troféus mais importantes da área musical. Qual é a sua expectativa?
Claudia Leitte - O fato de eu estar lá já é uma vitória, uma grande honra. Fiquei sabendo que iria concorrer através dos meus fãs, via Twitter, foi meio que no susto. Além disso, também apresentarei um dos prêmios, sendo que só saberei qual quando chegar lá.

R7 - Você está indo com um pouco de antecedência. Fará outras coisas por lá?
Claudia - Sim. Vou participar de vários eventos ligados à música latina, incluindo uma homenagem ao cantor Plácido Domingo.

R7- Você já foi antes a Las Vegas. Como foi a experiência?
Claudia- Estive em Las Vegas antes de o meu filho Davi nascer. Gostei tanto que não queria mais sair de lá!

R7- Como você avalia a repercussão até o momento de seu mais recente CD, As Máscaras?
Claudia - Está sendo ótima. As Máscaras é um dos dez discos mais vendidos do Brasil, já está indo para a quinta faixa de trabalho. Aliás, essa quinta música a ser trabalhada na mídia será escolhida diretamente por meus fãs entre Xô, Perua e Água.

R7 - Aliás, pelo visto seus fãs participam muito de sua carreira, pois estão aqui dando uma força para você antes da viagem.
Claudia - Sem dúvida, somos muito ligados. Procuro dar bastante atenção a eles. Isso vem desde quando eu criei o meu blog, há dez anos. A capa de As Máscaras, por exemplo, foi escolhida por eles.

R7 - Quais são os seus projetos musicais para 2011?
Claudia - Tem muita coisa. Fiz várias parcerias com artistas internacionais que vão desde arranjos e composição até gravações. Não posso divulgar ainda com quem foi, mas logo vocês saberão. Pretendo gravar um novo DVD no final de setembro ou em outubro, sendo que pode ser em Salvador ou outra cidade que iremos escolher.

R7- Você também fará o seu segundo cruzeiro musical. Como foi a primeira experiência?
Claudia - Adorei. Acho uma forma de me aproximar ainda mais dos meus fãs, pois é um evento exclusivo para apenas 2.000 pessoas. Fiz quatro shows, e minha expectativa para o segundo cruzeiro é muito grande.

R7 - Quando a turnê Rhytmos volta a São Paulo?
Claudia - A cada seis meses eu renovo o repertório e os figurinos de minhas turnês, pois sou muito inconstante, gosto de mudar. Vou voltar a São Paulo em fevereiro, em local que ainda está sendo combinado, com o show que será uma prévia do que farei no Carnaval, vai ser muito legal.

R7 - A sua carreira vive um grande momento. Com quais artistas internacionais você sonharia trabalhar junto?
Claudia - A Tina Turner, sem sombra de dúvidas. Ela me inspirou muito quando eu era menina. Também adoraria gravar com B.B. King, Susan Tedeski e Etta James. Lógico que eu gosto muito das divas atuais, como Shakira, Beyoncé e Christina Aguilera, e também curtiria gravar com elas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário