2 de out de 2011

BLOG CLAUDIA LEITTE: Depois de Rita, quem se irrita?



Entrei rapidamente no Twitter para agradecer pelo Rock in Rio, a fim de compartilhar a emoção que carrego no peito e  evitar ofensas de gente desocupada e insatisfeita consigo mesma. A gente atualiza a página e, no meio de tanto peixe bom, a rede traz quinquilharias. Preferi guardar este momento assim, sem mácula.

O fato é que estou muito feliz! Muito mesmo! Fizemos uma grande apresentação e estamos colhendo os louros. As pessoas falam pelas ruas de Salvador sobre o orgulho de terem uma baiana naquele palco. Levar meu filho à escola tornou-se um evento. “Puxa, Claudinha, arrasou!” Recebi um monte de e-mails e mensagens de texto de amigos e artistas, parabenizando a mim e à minha equipe. Todavia, tão importante quanto fazer um show como este e receber tantas críticas boas, é saber que a Rainha do Rock do Mundo se comporta com a humildade que deveria ser peculiar a qualquer ser humano. Uma mulher especial como Rita Lee, uma artista completa, expor a si mesma por minha causa, é de fato uma razão para que eu esteja ainda mais crente.

Ok. Não gostar de Axé é normal! Anormal é achar-se superior porque conhece John Coltrane ou porque adora o Metallica. Procurem no Google sobre a história de um ariano que se achava superior aos judeus…
Há tanto por fazer. E pessoas com voz ativa, com acesso à internet, manifestam-se como se fossem melhores que as outras porque curtem o LED ZEPPELIN… Hein?

O desrespeito  é mais fácil de ser tolerado porque é uma atitude Rock and Roll? Não seria isso alienação? Liberdade é respeitar. Liberdade é conviver com as diferenças. Liberdade é ter opinião própria. Tudo o que representa o oposto disso não cheira bem.

Misturar meu Leite com preconceito e falta do que fazer ia dar em mer… rs Certamente, essas pessoas queriam estar na platéia do Rock in Rio, quiçá naquele palco.

Artistas internacionais vêm pra cá, mostram a bunda, atrasam-se por 2 horas pq estão dando uma festinha no camarim, não conseguem conciliar a respiração com o canto, não preparam espetáculos para o nosso povo, desafinam, enfim, pouco se importam conosco, querem beijar na boca, ir à praia e tomar nossa cachaça, e nós, que pagamos caro para assistir aos seus “espetáculos” em nossa terra, aplaudimos a tudo isso. Ah! É Rock! É Pop! É bom!

Sim! Eu sou uma cantora de AXÉ no Rock in Rio com muito orgulho. Foi através da música baiana, da minha luta diária, do apoio de gente honesta que trabalha tanto quanto eu, do meu talento e, sobretudo, da fé que tenho em Deus, que cheguei aquele palco.

Bem como aprendi em minha casa que é com muito trabalho e honestidade que se constrói a almejada vitória, sei que se faço questão de criticar de modo depreciativo o outro, ressalto minha insatisfação e insegurança comigo mesma! Enfim, fui convidada para fazer o Rock in Rio Lisboa e a próxima edição do evento aqui no Brasil em 2013. Será uma honra cantar para um público maravilhoso como este que esteve diante de mim na noite de sexta. Abaixo o desrespeito! Viva RITA LEE!

Nenhum comentário:

Postar um comentário