19 de set de 2010

Claudia Leitte: ‘Não me imagino gravando DVD fora do Brasil’


Aos 30 anos, Claudia Leitte se sente uma mulher mais segura para guiar sua carreira como quer e dar novos passos também em sua vida pessoal. Em entrevista ao EGO, a cantora falou sobre as mudanças que vem acontecendo em sua vida e como ela concilia as inúmeras funções que acumula.

Com a carreira solo fazendo sucesso com público e crítica - o segundo disco de Claudia está indicado ao Grammy Latino na categoria “Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro” - ela se diz feliz, mas não pensa em reduzir o ritmo e por isso já planeja a gravação de seu próximo DVD. Mas se engana quem acredita que Claudia pense em seguir os passos de Ivete Sangalo e fazer um show no exterior. O próximo DVD será gravado no Brasil.

“Sinceramente, não me imagino gravando um DVD fora do Brasil. Já fiz turnê nos EUA e na Europa para a comunidade brasileira como a Ivete fez, mas quero fazer um DVD aqui”, contou. A cantora disse ainda que a ideia já está na fase de projeto: “Já tinha isso na minha cabeça muito vivo e é um projeto, não é mais um plano. Será para o segundo semestre de 2011 e temos cinco cidades encabeçando a lista. Penso no público destes lugares que é muito quente”, disse revelando que Belo Horizonte e Salvador estão na lista, mas que o Rio de Janeiro ficou de fora porque seu último show gravado foi realizado na cidade.

Estilo

Sempre em excelente forma física, Claudia não tem medo de ousar nos figurinos. Sobre seu estilo, ela conta que a mudança veio com o amadurecimento: “Acho que estou mais segura e mais ousada. Sempre gostei de novidade, sempre fui uma mulher que curte essas paradinhas novas. O fato de eu ter ficado mais segura e mais madura me deu uma liberdade para eu dar uma passeada nessas coisas diferentes com mais ousadia. Cheguei aos trinta e fiquei mais eu”.

A busca por novidades ganhou a ajuda de um profissional, seu personal stylist Yan Accioli: “Ele entende muito de moda e sabe conduzir esses meus desejos como ninguém. Ele conhece estampas e tecidos encaixa isso no que eu curto”. Porém, a amizade entre os dois faz com que Yan ajude nas escolhas de Claudia quase sempre: “Eu converso muito com ele, somos amigos. Não sei mais distinguir se estou falando algo pessoal ou de trabalho então acabo pedindo conselho. Acho que ele também gosta desta troca”.

Lado mãe

A segurança e o amadurecimento de que Claudia fala também se refletem na maneira como ela lida com o filho Davi, de um aninho. Apesar da agenda lotada e a correria do dia-a-dia deixarem o coração da cantora apertado, ela acredita que também a ensinam a não ser superprotetora.

“Faço meus horários todos para aproveitar cada segundo da vida dele. Faço questão de me cansar por ele. É uma separação rápida, mas dói demais ter que me afastar. Porém, acredito que tem um lado positivo porque o filho é criado para o mundo. É bom que ele tenha noção de que eu sou um indivíduo e que eu me conscientize disso também. Que eu preciso de um espaço e ele também. A gente acaba sufocando os filhos de tanto proteger”, disse.

Carnaval 2011

Para o carnaval do ano que vem ela diz que já decidiu o tema, mas faz mistério: “Só posso dizer que vai ser uma coisa linda, fofa e glamurosa”. A gente acredita, Claudia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário